De Portas Abertas

O projeto “De Portas Abertas – Acolhimento e Inclusão – Serviço de Proteção Social Básica” é um serviço de proteção social básica destinado ao paciente com câncer e a seus cuidadores, tendo por objeto o custeio de bens e serviços por meio da Assistência Social.

Ele é fruto do Termo de Fomento nº 01/2018, celebrado entre o Município de Aracaju – por intermédio do Fundo Municipal de Assistência Social – e a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO, organização da Sociedade Civil.

O termo de fomento é decorrente da Emenda Parlamentar OGU 2018, nº 2800308201802006, GND 3, e foi celebrado sem chamamento público, nos termos do artigo 29, da Lei nº 13.019/2014.

Tenha acesso  ao Termo de Fomento, ao Aditivo, ao Plano de Trabalho e ao Demonstrativo Financeiro na página Recursos Públicos no Menu Transparência, clicando aqui

Justificativa
Esse projeto se justifica pela necessidade de acolher pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica, situação esta advinda do diagnóstico de câncer ou agravada por este; pela importância de facilitar o acesso dos pacientes com câncer a bens e serviços por intermédio de ações de Assistência; pela essência de fortalecer os vínculos familiares, principalmente entre o paciente oncológico e seu cuidador; e pela fundamental importância de colaborar com a qualidade de vida dos pacientes oncológicos usuários do SUS.

Funcionamento
O projeto De Portas Abertas – Acolhimento e Inclusão tem duração de doze meses, podendo ser prorrogado por mais tempo (por meio de aditivo ao Termo de Fomento já mencionado) e funciona de segunda a sexta-feira, em mesmo horário de funcionamento das atividades da Associação. O projeto também se entrelaça em ações de outros como Um Ser em Destaque, Chá da Vitória, Pão Nosso e Tô Te Esperando, além de contribuir com a manutenção da Casa de Apoio Anna Garcez.

Estratégia
Apoiar pessoas com câncer em tratamento alternativo ou secundário às terapias convencionais; Oferecer hospedagem durante o tratamento ambulatorial ou hospitalar; Conduzir os pacientes hospedados na Casa de Apoio Anna Garcez para as unidades de tratamento do câncer; Fornecer alimentação que viabilize a permanência do acompanhante/cuidador junto ao paciente hospitalizado; Proporcionar assistência social e psicológica; Promover a socialização entre pessoas com câncer; Divulgar o trabalho voluntário como meio de construir uma sociedade mais solidária e tolerante; Realizar atividades lúdicas.

Responsabilidade
Promover o acesso a benefícios e serviços socioassistenciais; Prevenir contra os riscos sociais por meio do fortalecimento da rede de proteção social e do trabalho social com as famílias; Contribuir com a convivência familiar e comunitária; Favorecer o desenvolvimento de atividades inter-geracionais por meio da troca de experiências e vivências e da valorização do respeito, da solidariedade e dos vínculos familiares e comunitários.

Clientes
Pacientes em tratamento contra o câncer nos centros de terapia do Hospital de Cirurgia e do Hospital de Urgência de Sergipe; pacientes e seus cuidadores hospedados na Casa de Apoio Anna Garcez; Pessoas em controle do câncer e seus familiares assistidos pela AMO.

Tempo de Existência/ Duração
Através da assinatura do Termo de Fomento, o projeto De Portas Abertas foi instituído a partir de outubro de 2018 e segue para finalização no primeiro semestre de 2020.

Localização no Organograma
Grupo de Apoio à Gestão – Área Assistencial – Subordinado à Diretoria Executiva – (organograma – detalhamento 4.0)

Realizações
Oferta de hospedagens durante a jornada contra o câncer; Apoio aos pacientes e seus familiares; Acolhimento diário na Casa de Apoio Anna Garcez; Diálogo Social Semanal – DSS entre equipe técnica assistencial e os hóspedes da Casa de Apoio Anna Garcez; Rodas de Conversas sobre Cidadania; Identificação de Necessidades Sociais através do acolhimento individual ou coletivo, anamnese social, acompanhamento e prontuário integrado; Liberação de benefícios como cestas básicas, transporte social, medicamentos, fraldas, curativos e avaliação nutricional para concessão de suplementos.

Recursos
– Pessoal (equipes técnica-assistencial e administrativa)
– Material (recursos financeiros advindos de emenda parlamentar)

Equipes
Técnica-assistencial (assistentes sociais, enfermeira, nutricionista, psicóloga); Administrativa (da Associação e da Casa de Apoio Anna Garcez); Coordenações voluntárias de projetos; Diretoria Executiva da AMO.

Responsável/ Gestor
Verônica Passos Barboza Moura é a gestora do projeto. Possui formação em Serviço Social pela Universidade Federal de Sergipe e é especialista em Auditoria em Serviços de Saúde pela Universidade de Ribeirão Preto e em Políticas Públicas pela Universidade de Brasília.

Trabalhou durante muitos anos como assistente social do Hospital de Cirurgia e, hoje, é servidora pública de carreira na Fundação Hospitalar de Saúde, órgão vinculado à Secretaria da Saúde do Governo de Sergipe.

Na Associação, é uma dos 29 sócios-fundadores e já atuou como membro do Conselho Científico e como vice-presidente por diversos mandatos, cargos estes não remunerados. Foi reconduzida para exercer o cargo de vice-presidente da Diretoria Executiva para a Gestão 2018-2021. Este é o seu quarto mandato consecutivo no cargo de vice-presidente.

Skip to content