Vivências e Inclusão Social

 

O projeto “Vivências e Inclusão Social” busca a proteção social, a vivência, a inclusão, a autonomia, o protagonismo individual, o fortalecimento de vínculos e a segurança alimentar e nutricional de pessoas com câncer em situação de vulnerabilidade social e econômica, usuárias do Sistema Único de Saúde e em tratamento ou no controle da doença.

Ele é fruto do Termo de Fomento nº 01/2019, celebrado entre o Município de Aracaju – por intermédio do Fundo Municipal de Assistência Social – e a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO, organização da Sociedade Civil.

O termo de fomento é decorrente da Emenda Parlamentar OGU 2018, nº 201824620006, GND 3, e foi celebrado sem chamamento público, nos termos do artigo 29, da Lei nº 13.019/2014.

Tenha acesso ao Termo de Fomento, ao Plano de Trabalho e ao Demonstrativo Financeiro na página Recursos Públicos no Menu Transparência, clicando aqui

Justificativa
Esse projeto se justifica pela importância de se promover e estimular o desenvolvimento individual; pela essência de fortalecer a autonomia das pessoas a partir de suas necessidades individuais e sociais; pela necessidade de se prevenir situações e riscos de isolamento e de exclusão social; e mais ainda pela relevância de se estimular o protagonismo do paciente oncológico como autor da sua história, da sua luta e do seu enfrentamento à doença, contribuindo e fortalecendo, para tanto, com a convivência familiar, comunitária e social de cada cliente do projeto.

Funcionamento
O projeto Vivência e Inclusão tem duração de doze meses, mas pode ser prorrogado por mais tempo (por meio de aditivo ao Termo de Fomento) e funciona de segunda a sexta-feira, em mesmo horário de funcionamento das atividades da Associação. O projeto também se entrelaça em ações de outros como A Festa É Sua, AMO Dançar, Cativar e Chá da Vitória e contribui significativamente com a manutenção da Casa de Apoio Anna Garcez.

Estratégia
Favorecer a realização e o desenvolvimento de atividades integracionais; propiciar trocas de experiências e vivências; estimular valores sociais e democráticos como o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários; promover a socialização entre as pessoas com câncer; promover o acesso a benefícios e serviços socioassistenciais; fortalecer a rede de proteção social de Assistência Social; contribuir para o fortalecimento da convivência familiar e comunitária.

Responsabilidade
Contribuir para a redução de agravos de vulnerabilidade que possam provocar o rompimento de vínculos familiares e sociais de pessoas com câncer; ofertar ações extensivas a pessoas em tratamento contra o câncer e seus familiares com foco na qualidade de vida, no exercício da cidadania e na inclusão social; contribuir com a melhoria da qualidade de vida de pessoas com câncer; inclusão máxima de pacientes em situação de extrema pobreza, de pessoas com deficiência física proveniente ou agravada pelo câncer.

Clientes
Pacientes em tratamento contra o câncer nos centros de terapia do Hospital de Cirurgia e do Hospital de Urgência de Sergipe e as pessoas em controle do câncer assistidas pela AMO.

Tempo de Existência/ Duração
Através da assinatura do Termo de Fomento, o projeto Vivências e Inclusão foi instituído em agosto de 2019 e segue para finalização em agosto de 2020.

Localização no Organograma
Grupo de Apoio à Gestão – Área Assistencial e Sociedade – Subordinado à Diretoria Executiva – (organograma – detalhamento 4.0)

Realizações
Inclusão diária; Identificação de Necessidades Sociais através do acolhimento individual ou coletivo, anamnese social, acompanhamento e prontuário integrado; Curso de formação “Cuidando do Cuidador”; Oficinas de Dança, de Artes, de Nutrição e de Esporte; Encontros mensais de socialização e de promoção da identidade e de valorização da autoestima.

Recursos
Pessoal (equipe voluntária, técnica-assistencial e administrativa)
Material/ Infraestrutura (instalações físicas com uma cozinha semi-industrial, refeitório com capacidade para 50 pessoas, sanitários masculino e feminino com acessibilidade, espaços de convivência infanto-juvenil e adulto, sala de espera, auditório, sala de artes)

Equipes
Técnica-assistencial (assistente social, enfermeira, nutricionista, educador físico, professora de dança); Administrativa (da Associação e da Casa de Apoio Anna Garcez); Coordenações voluntárias de projetos; Diretoria Executiva da AMO.

Principais ações e profissionais diretamente envolvidos no projeto:
– Atividades Assistenciais
Gilvanete dos Santos, assistente social , supervisora da Casa de Apoio Anna Garcez e gestora do projeto. Ver currículo abaixo.

Atribuições: supervisionar a Casa de Apoio Anna Garcez; coordenar as atividades do projeto Vivências e Inclusão Social; elaborar os relatórios de atividades.

Horários de atendimentos: Nas manhãs, às terças, quintas e sextas-feiras, de 8h às 12h; Nas tardes, às segundas e quartas-feiras, de 13h às 17h

– Atividades da Dança
Patrícia Carla Santos, professora de dança, com muita experiência com grupos de idosos no Serviço Social do Comércio – SESC

Atribuições: trabalhar a consciência corporal de mulheres com câncer, em tratamento ou no controle da doença, por meio da dança e criar oportunidades e espaços de entrosamento e interação entre as pacientes como forma de proporcionar melhorias na qualidade de vida e elevação da autoestima.

Horários de Atendimentos: Nas manhãs, às segundas e quartas-feiras, de 9h às 11h30

– Atividades Físicas
Cley Erickson Silva Xavier é educador físico, graduado em Educação Física pela Universidade Tiradentes e pós-graduado em Fisiologia do Exercício e Prescrição da Atividade Física pela Universidade Gama Filho. Já atuou em diversas academias de musculação e como preparador físico de times de futsal e de times de futebol de campo. É servidor público do Governo de Alagoas, onde atua como professor de Educação Física escolar na Escola Estadual Professor José Félix de Carvalho Alves, no município de São Sebastião. Atua como professor de Educação Física na Academia do SESC Atalaia e no Colégio Santa Chiara. É, também, professor universitário no curso de graduação em Educação Física pela Universidade Paulista – Unip.

Atribuições: promover saúde, reduzir os efeitos colaterais (de tratamentos como quimioterapia, radioterapia e/ou quimioprevenção), melhorar a disposição física, liberar toxinas, ativar hormônios do prazer e do bem-estar, melhorar a capacidade cardiorrespiratória, controlar o ganho de peso e de gordura abdominal, melhorar e controlar as taxas de glicose, de colesterol e pressão arterial e, principalmente, prevenir e controlar o câncer, recidivas e até metástases por meio da ginástica localizada (abdômen, braços, pernas e glúteos), alongamento, fortalecimento abdominal, equilíbrio e postura corporal, ativação total do organismo e relaxamento mental induzido.

Horários de Atendimentos: Nas manhãs, às terças e quintas-feiras, de 10h às 12h; Nas tardes, também às terças e quintas-feiras, de 13h às 15h.

– Atividades Nutricionais
Jainara Santos Oliveira, nutricionista graduada em Nutrição pela Universidade Tiradentes e servidora pública, onde exerce a função de agente comunitária de saúde há mais de 10 anos na Secretaria de Saúde, da Prefeitura de São Cristóvão.

Atribuições: atender e avaliar as necessidades nutricionais dos pacientes com câncer hospedados na Casa de Apoio Anna Garcez; atender e avaliar as necessidades nutricionais dos pacientes com câncer inseridos nas atividades da Dança e da Educação Física; realizar diariamente orientações nutricionais na cozinha da Casa de Apoio Anna Garcez; realizar oficinas de educação nutricional para os públicos envolvidos.

Horário de atendimentos: Nas manhãs, às terças e quintas-feiras, de 8h às 12h; Nas tardes, às segundas, quartas e sextas-feiras, de 13h às 17h

Responsável/ Gestor
Gilvanete dos Santos é a gestora do projeto. Possui formação em Serviço Social pela Universidade Federal de Sergipe. Por mais de 30 anos, foi servidora pública da Prefeitura de Laranjeiras, onde atuou como assistente social na Secretaria Municipal da Saúde. Atuou, também, como assistente social durante 15 anos na Associação Beneficente Hospital São João de Deus, em Laranjeiras, e por quase dois anos no projeto Sentinela, da Prefeitura Municipal de São Cristóvão. Hoje, é também supervisora da Casa de Apoio Anna Garcez, unidade de acolhimento de pessoas com câncer, mantida há mais de duas décadas pela AMO.

Skip to content