Coral Vozes da AMO

O canto coral é um potencial instrumento de socialização e de integração interpessoal. É uma prática muito antiga e, ainda hoje, capaz de promover a autoterapia e o convívio saudável entre as pessoas. Além de tudo isso, ele é capaz de desenvolver habilidades e técnicas individuais de música.

Justificativa
O canto coral Vozes da AMO se justifica por sua capacidade de integrar e de envolver pessoas através da música, pela possibilidade de levar a marca da AMO através de outros meios e veículos, pela oportunidade de transmitir mensagens de amor, de afeto, de amizade, de coragem, de luta, de enfrentamento, de esperança para quem tanto precisa e pela promoção do bem-estar e da elevação da autoestima a todos os envolvidos.

Funcionamento
O grupo de coral Vozes da AMO se reúne semanalmente, todas as tardes das quartas-feiras, na sede da Associação. Sob a regência do maestro Jairo Melo, os ensaios acontecem por uma hora e meia e nessas ocasiões, em comum acordo, os repertórios são selecionados e repetida e rigorosamente ensaiados com base nas futuras apresentações e eventos.

Estratégia
Possibilitar a integração de voluntários/coralistas, desenvolver competências musicais, sensibilizar e levar lindas mensagens a diferentes públicos através da música, divulgar e promover o trabalho voluntário.

Responsabilidade
Fortalecer a nossa missão institucional, colaborar com a socialização e a integração dos voluntários, valorizar as relações humanas.

Clientes
Voluntários ativos na Associação e, excepcionalmente, assistidos da AMO que demonstrem interesse, compromisso e habilidade com o canto coral.

Tempo de existência
Criado em junho de 2012, o projeto de canto coral “Vozes da AMO” já tem sete anos de existência.

Localização no Organograma
Grupo Voluntário de Apoio à Gestão – Área Sociedade – Subordinado à Diretoria Executiva (organograma – detalhamento 4.0).

Realizações
Apresentações de Abertura nas Cerimônias Religiosas (Missa de Páscoa, Missa em Ação de Graças, Missa pelo Aniversário da AMO), nos Eventos Festivos da AMO (São João dos Assistidos, Abertura Oficial do Outubro Rosa, Natal dos Assistidos), nas Instituições e Empresas – sempre a convite (Ipesaúde, Secretaria de Estado da Saúde, Geap Saúde, Instituto GBarbosa, Shopping Jardins, Shopping RioMar e outros), nos Festivais em Sergipe e outros estados (Cantaju – Festival Nacional de Música Coral em Aracaju, Festival Internacional de Corais de Minas Gerais – nas cidades de Belo Horizonte, Sabará e Ouro Preto – em 2016, Festival Paraibano de Coros, em João Pessoa, na Paraíba, no ano de 2017, Encontro de Corais do Recôncavo Baiano, na cidade de Santo Amaro da Purificação, na Bahia e, mais brevemente, no Festival Nacional de Corais, na cidade de Conservatória, no Rio de Janeiro).

Recursos
Dos próprios coralistas (voluntários)

Equipes
Adenilde Campos do Carmo, Ana Lúcia Severo dos Santos, Edirlene Oliveira Santos, Ednalda Matos Garção, Eglélia Portugal Freitas, Eloísa Maria Targino Caldas Pereira, Geane do Espírito Santo, Gilnete Reis Silva, Gilvanete dos Santos Feitosa, Gisélia Santos Silva, Helena Barbosa Santos, Ivonete Barros do Nascimento, José Soares dos Santos Filho, Joselte Fernandes Nunes, Lenieverson Menezes Correia, Lygia Prudente Maynard Vieira, Mabel Fontes Montalvão, Maria Augusta Ferreira da Silva, Maria da Conceição Balbino dos Santos, Maria da Conceição Barreto do Nascimento, Maria Damares Andrade Santos, Maria de Lourdes do Nascimento, Maria de Lourdes Nunes Vasconcelos, Maria de Lourdes Rego, Maria Neide de Matos Pereira, Marinalva de Oliveira dos Santos, Mariúche dos Santos Correia, Marlene Seixas Prado, Mitzy de Oliveira Dantas, Mônica Cristina de Jesus, Rubineide Maria dos Santos Alves, Telma Mendes Costa, Verônica Passos Barboza Moura e Wanderley Correia.

Responsável
Lygia Prudente Maynard Vieira (voluntária e coordenadora do Coral Vozes da AMO)
Gisélia Santos Silva (voluntária e tesoureira do Coral Vozes da AMO)
Jairo Melo – maestro e responsável técnico do Coral Vozes da AMO – graduado em Pedagogia pela Faculdade São Luís de França, especialista em Arte e Educação pela mesma faculdade, músico formado pelo Conservatório de Música de Sergipe. Atualmente, rege os corais do Centro Universitário Estácio de Sergipe, da Igreja Assembleia de Deus de Sergipe, do Sindipema – Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju, do Sindiprev – Sindicato da Previdência de Sergipe, da Aspene – Associação dos Aposentados e Pensionistas do Sistema Petrobras no Nordeste, do Geap em Sergipe e do grupo Vox Populi.