Psicologia

A Associação dos Amigos da Oncologia – AMO disponibiliza o Serviço de Psicologia como uma forma de ajudar as pessoas carentes com câncer e seus familiares a enfrentarem as dificuldades desencadeadas após o diagnóstico do câncer e durante o tratamento oncológico. O serviço possibilita uma adaptação indispensável ao tratamento, de forma equilibrada e saudável. Como esses fatores influenciam diretamente tanto na saúde da pessoa, quanto no enfrentamento da doença, a associação se compromete a fazer com que a pessoa permaneça no tratamento e priorize combater a doença.

Objetivos

– Prestar assistência psicológica em consultório (na sede administrativa) e em domicílio a pacientes e familiares, seja individualmente e/ou em grupos multidisciplinares;
– Prestar assistência ao paciente oncológico na perspectiva da abordagem multidisciplinar;
– Desenvolver as atividades da área, buscando a melhoria da qualidade da assistência integral e humanizada à pessoa com câncer;
– Realizar entrevistas e encaminhamento para outra unidade de dentro ou fora da AMO;
– Realizar atendimento individualizado por meio de consultas e visitas domiciliares à pessoa assistida com câncer e seus familiares;
– Colaborar com a mobilização e organização do trabalho voluntário;
– Supervisionar estágio curricular em Psicologia.
– Realizar atividades em grupo também com usuárias e seus cuidadores, com vistas a atenuar os fatores que causam sofrimento e que muitas vezes a impedem de lidar com as implicações orgânicas, desfavorecendo a retomada da vida além da doença. Por meio do projetos e grupos de apoio, esse público passa a ter percepção de que a sua vida vai além da doença e que pode retomar suas atividades e até mesmo descobrir novas habilidades;

Público-alvo

– Usuários oncológicos que usufruem dos serviços e benefícios da associação, incluindo os que estão integrados ao “Projeto Cativar”, que tem como proposta oferecer cuidados paliativos e promover melhor qualidade de vida às pessoas com câncer que não respondem mais às terapias convencionais da doença;
– Familiares e/ou cuidadores/acompanhantes desses usuários que são cadastrados na AMO;

Atendimento

Consultório
É realizado atendimento psicológico na abordagem da terapia cognitivo-comportamental e da terapia psicanalítica, visando desenvolver formas mais eficientes de enfrentamento da doença; promover a expressão de emoções como possibilidade de comunicação intra e interpessoal mais autêntica e fluida; entrar em contato com o sistema de crenças e possibilitar mudanças nos estigmas relacionados ao câncer, facilitando a revisão de valores e princípios de vida; aprimorar qualidade de vida dos usuários com câncer e buscar significados para os acontecimentos da vida e estabelecer uma rede social eficiente e significativa. Os atendimentos ocorrem por demanda espontânea, por agendamento, por encaminhamento ou por busca ativa.

Domicílio
É feito através de visitas domiciliares tanto aos usuários inseridos no “Projeto Cativar”, quanto aos usuários cadastrados na associação, que necessitem de acompanhamento psicológico e que apresentam limitações físicas para o atendimento no consultório.

Casa de Apoio Anna Garcez
É realizado acompanhamento semanal através de atividades psicoterapêuticas grupais. Quando há necessidade, os usuários e seus cuidadores são atendidos individualmente. Vem sendo desenvolvido um projeto de intervenção com os hóspedes da casa de apoio com o objetivo de contribuir com a qualidade de vida durante o processo de adoecimento e de tratamento.

Benefícios Concedidos

-Perucas;
-Próteses Mamárias Externas (para mulheres mastectomizadas);
-Sutiãs de Suporte (para mulheres mastectomizadas);
-Visitas domiciliares (para pacientes em cuidados paliativos);
-Apoio socioafetivo aos voluntários iniciantes.

Responsáveis

O setor de Psicologia da AMO possui atualmente duas psicólogas.

Dalitha da Hora Mendonça é psicóloga e a responsável técnica pelo serviço de Psicologia da AMO com carga horária de 25 horas semanais. Possui bacharelado em Psicologia pela Universidade Tiradentes. É especialista na Abordagem da Terapia Cognitivo-Comportamental pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais e pós-graduada em Gestão em Saúde Pública e da Família pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe – Fanese. Atua também externamente, em consultório, com a Abordagem Cognitivo-Comportamental. Iniciou suas atividades na instituição como voluntária em 2009.

Vânia Maria Rocha Santos é psicóloga e possui bacharelado em Psicologia pela Universidade Tiradentes. Está em formação em Psicologia Psicanalista pelo Núcleo Psicanalítico de Aracaju, também pela Universidade Tiradentes. Como psicóloga, também atua externamente, em consultório, com Psicologia Clínica e Abordagem Psicanalítica. Além da formação e atuação na Psicologia, Vânia Rocha é graduada em Economia pela Universidade Federal de Sergipe e em Letras Português-Inglês pela Universidade Tiradentes. É pós-graduada em Língua Portuguesa e em Interpretação de Texto, ambas pela PUC de Minas.