Curso de cuidador começa com mais de 40 participantes

25/08/2016

Como agosto é dedicado ao mês da medicina da dor e dos cuidados paliativos, a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO está realizando o Curso de Cuidador com o objetivo de capacitar cuidadores e voluntários da assistência à pessoa com câncer sobre as circunstâncias e possibilidades do cuidar.

Mais de 40 pessoas participaram do primeiro encontro do curso, que aconteceu na última sexta-feira, dia 19 de agosto, no miniauditório da associação, e contou com acolhimento da assistente social Conceição Balbino, presidente-voluntária da AMO. O curso possui três encontros e segue até o final do mês.

Os direitos sociais do paciente oncológico ganharam destaque no primeiro dia do curso. Questões burocráticas como direitos a aposentadoria por invalidez, saque de FGTS, passe livre, Tratamento Fora do Domicílio – TFD e auxílio-doença foram abordadas pela assistente social Leila Carla Leite.

CUIDADOS DA VIDA PRÁTICA
Além desses temas específicos, a assistente social explicou como ter acesso a recursos materiais necessários ou indispensáveis para o paciente em cuidados paliativos, a exemplo da cama hospitalar, cadeira de rodas, muletas, fraldas descartáveis e outros.

“O olhar do assistente social para a pessoa com câncer em cuidados paliativos remete, muitas vezes, a essas questões práticas. No entanto, sabemos e sempre ressaltamos sobre o aprendizado entre a doença e a morte e que os vínculos de amizade e amor são mais poderosos que o medo e a própria doença”, destacou Leila Carla.

O encerramento do primeiro dia do curso ficou por conta da psicóloga Dalitha da Hora com a palestra “Ressignificar e Reestruturar”, que tratou sobre novos sentidos para a vida durante o tratamento da doença e processo de finitude. Ao longo do curso, outros temas serão abordados a exemplo de saúde em domicílio, controle da dor, alimentação saudável e movimentação do corpo.

SOBRE O CURSO

O Curso de Cuidador está em sua quarta edição e é uma ação do Projeto Cativar, implantado na AMO em 2012, com objetivo de oferecer às pessoas com câncer – em especial àqueles cujo tratamento curativo não responde mais – cuidados paliativos para possibilitar melhorias e mais qualidade de vida.

Skip to content