Voluntários descobrem os segredos da longevidade com geriatra

02/09/2014

Os amigos da oncologia descobriram os segredos da longevidade com o geriatra e gerontólogo Antônio Cláudio Neves. Orientações importantíssimas sobre qualidade de vida e cuidados com a saúde foram transmitidas durante a realização do projeto “Criando Laços”, que reúne mensalmente as equipes de voluntários para qualificá-los. Esta não é a primeira vez que o geriatra Antônio Cláudio contribui com a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO. No primeiro semestre, muitos assistidos foram contemplados com as suas recomendações. O sucesso foi tamanho que o voluntariado mereceu a oportunidade. E, na semana passada, os voluntários tiveram a chance de tirar muitas dúvidas e aprender mais sobre promoção de saúde. O objetivo do encontro com o Antônio Cláudio, competente geriatra e gerontólogo – especialista que estuda os processos de envelhecimento – foi não só qualificar o voluntariado, mas prepará-los a partir de agora para a idade avançada, fazendo com que eles conquistem mais tempo de vida e reduzam a possibilidade de sofrimento futuro, seja por acometimento de doença, seja pelas perdas da vida, ou mesmo por estresse e depressão. Com uma lista de 10 recomendações do Instituto de Atenção à Longevidade – IAL, o médico Antônio Cláudio envolveu e sensibilizou mais de 40 voluntários. Segundo ele, o fator que mais influencia o processo de envelhecimento é o estilo de vida. Além da genética, do ambiente (lar e trabalho) e da medicina. Recomenda-se, portanto, ter cuidados com: 1- alimentação saudável (evitar frituras; comer com calma, mastigando bem os alimentos; não fumar e ter cautela com álcool); 2- fazer exercícios físicos, principalmente as mulheres acima dos 40 anos para prevenir osteoporose; 3 – dormir bem e cedo para não aumentar o risco de diabetes, hipertensão, alteração do humor, câncer e obesidade, desconcentração e perda de memória; 4 – manter sempre o corpo hidratado e usar protetor solar; 5 – exames preventivos, fazendo ao menos uma consulta médica ao ano; 6 – o corpo, cuidando dele e da sua mente; 7 – o estresse que é fator preponderante no envelhecimento. não alimentar pensamentos improdutivos e preocupações, cultivando sabedoria e soluções; 8 – a intranquilidade, buscando sempre a paz. 9 – a mente, percebendo que nunca é tarde para aprender; 10 – a fé, percebendo que o amor tem que ser sem apego e sem cobrança. (ASCOM)

Skip to content