Atual gestão da AMO é eleita por unanimidade por mais três anos

04/12/2014

Mais de 50 voluntários compareceram à Assembleia Geral Ordinária, realizada na última quinta-feira, dia 27 de novembro, e decidiram pela permanência da atual gestão. A cada três anos, uma nova eleição é formada para escolher quem serão os novos membros da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal. Para o mandato de três anos (2015/2018), atual gestão colocou seus nomes à disposição, formando chapa única, que foi aclamada por unanimidade. De acordo com o Estatuto Social da AMO, só podem votar ou ser eleito para a Diretoria Executiva, o associado que tem frequência regular na associação, pelo menos, durante doze meses antes da data da convocação (artigo 10, § 2º). Dos mais de 80 voluntários, 70% estavam aptos a deliberar sobre a escolha da nova administração. As eleições de nova gestão respeitam e garantem sempre os princípios democráticos da unicidade, da publicidade e da transparência, que devem nortear as organizações do Terceiro Setor. Por isso, a convocação foi feita por meio de edital publicado, em 9 de outubro de 2014, no Jornal da Cidade, e por comunicação escrita endereçada para os associados, conforme especifica regimento interno.

PROCESSO ELEITORAL
O processo eleitoral se deu primeiro pela leitura dos nomes dos voluntários que se dispuseram a renunciar o seu tempo para administrar a associação com dedicação plena. E logo em seguida pela composição da chapa única, integrada pela gestão atual, eleita novamente para o mandato de mais três anos. A comissão da Assembleia Geral franqueou espaço para os voluntários habilitados compor chapas com conselheiros titulares e suplentes. Após apreciação, o Conselho Fiscal sofreu alteração com a saída de três nomes, entre eles o do voluntário Manoel Alcino, que é o primeiro conselheiro titular da gestão atual, e renunciou por problemas graves de saúde. A Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal são dois importantes órgãos da administração, compostos somente por voluntários e classificados por muitos como de extrema nobreza. Todos os cargos de gestão são voluntários e não remunerados, conforme lei específica. Para se dedicar ao trabalho árduo de gestão, os membros eleitos renunciam muitas vezes as suas vidas particulares, de estar com seus familiares, para se dedicar com amor e fé aos serviços da instituição.

ELEITOS PARA A GESTÃO 2015/2018 DA AMO: DIRETORIA EXECUTIVA Presidente – Conceição Balbino Vice-presidente – Verônica Passos 1ª Tesoureira – Rubineide Alves 2ª Tesoureira – Delma Almeida 1ª Secretária – Alzeni Gama 2ª Secretária – Lourdes Nascimento CONSELHO FISCAL 1º Conselheiro Titular – Marlene Seixas 2º Conselheiro Titular – Damares Andrade 3º Conselheiro Titular – Osmete Conceição 1º Conselheiro Suplente – Sônia Vasconcelos 2º Conselheiro Suplente – José Carlos Santos 2º Conselheiro Suplente – Perolina Marinho (ASCOM)

Skip to content